fbpx

Redes de Farmácia vivem um bom momento

Inicial » Redes de Farmácia vivem um bom momento

Redes celebram o bom momento para o setor e investem em pontos físicos, transformação digital e jornada do consumidor

Em quatro anos as farmácias e drogarias abriram mais de 2 mil novas lojas no País. No ano passado, as 24 redes vinculadas à Abrafarma (Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias) faturaram R$ 44,41 bilhões, um crescimento de quase 9% em relação a 2016, que, por sua vez, já havia registrado 11% aumento em relação a 2015. As contratações feitas pelas redes também foram 9,29% maiores. Esses dados refletem 45% do faturamento do setor, que registra mais de 76 mil farmácias no País. 
Os primeiros seis meses de 2018 indicam que o setor manterá sua trajetória ascendente, tendo registrado aumento de 7,54% em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto a média do varejo foi de 3,1%, segundo a Boa Vista SCPC. De acordo com a Abrafarma, os remédios isentos de prescrição médica foram os principais responsáveis pelo resultado. Com faturamento superior a R$ 3,5 bilhões, essa categoria teve um avanço de 15,42% e representou 16% das vendas totais.
Na avaliação da Abrafarma, o aumento da quantidade de farmácias é reflexo de uma busca crescente dos brasileiros por mais qualidade de vida e estar bem consigo mesmos. O Brasil está envelhecendo e o sistema de saúde público não consegue absorver tanta demanda com um território tão extenso
Para superar os 10% de crescimento em 2018, a Abrafarma aposta na boa gestão de estoques, para evitar ruptura e capturar vendas a partir do lançamento de produtos inovadores que venham a conquistar os consumidores. Barreto também credita o resultado aos investimentos realizados em inovação.

 

Case study

 
Em 2018 realizamos um trabalho juntamente a uma loja de uma grande rede, gerindo o estoque de mais de 5 mil SKUs e identificamos a extrema importância de ter um controle de estoque apurado, esta pode ser a grande diferença entre a operação gerar lucratividade ou não no final do mês.
Ao iniciar o trabalho percebemos que haviam diversos produtos com estoques negativos e que as compras de produtos não tinham qualquer embasamento em histórico de vendas ou em previsão de demandas. Sendo assim, realizamos um inventário para fosse possível auferir com exatidão o estoque e implementamos as mais sofisticadas técnicas de gestão de estoque e previsão de demandas existentes no mercado. Como resultado aumentamos a eficiência da venda, aumentando faturamento e reduzindo o estoque.
 
Gabriel Kemmer – Chief of Innovation
 

 

Ficou interessado e gostaria de ter um controle maior do seu negócio? Entre em contato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
× WhatsApp